Random header image... Refresh for more!

20 livros sobre música em português

barulho.jpg
Atualizado em maio de 2015

O grande André Barcinski publicou em seu blog uma lista com “10 ótimos livros sobre música disponíveis em Português” (veja aqui). Tem coisas bacanas ali (e alguns que estão na fila aqui em casa, inclusive), mas a impressão que tive é que ele não conhece o catálogo da Editora Barracuda (hehe). Não tem como fazer uma lista foda de livros em português sobre música deixando Tony Parsons e Bill Graham de fora. E a Barracuda ainda tem os livros de jazz (“A Love Supreme” e “Kind of Blue”) e a biografia do Serge Gainsbourg (e, zuzu bem, o livro da Pamela Des Barres). Fora que também faltaram livros da Editora 34, mas deixando de colocar defeitos na lista alheia, a minha listinha – atualizada em 2015 (20 livros de música em 20 minutos?) – seria essa:

– “Minha vida dentro e fora do Rock“, Bill Graham (Barracuda)
– “O Resto é Ruído“, Alex Ross (Cia das Letras)
– “Disparos do Front da Cultura Pop“, Tony Parsons (Barracuda)
– “Mate-me Por Favor”, de Legs McNeil e Gillian McCain (L&PM)
– “Beijar o Céu”, Simon Reynolds (Conrad)
– “Barulho”, André Barcinski (Pauliceia)
– “Reações Psicóticas”, de Lester Bangs (Conrad)
– “Fama e Loucura“, Neil Strauss (Best Seller)
– “Criaturas Flamejantes“, de Nick Tosches (Conrad)
– “A Era dos Festivais”, de Zuza Homem de Mello (Editora 34)
– “Mondo Massari”, de Fábio Massari (Ideal)
– “Do Frevo ao Manguebeat”, de José Telles (Editora 34)
– “Radio Guerrilha”, de Matthew Collin (Barracuda)
– “Escuta Só”, de Alex Ross (Cia das Letras)
– “Punk – Anarquia Planetária e a Cena Brasileira“, de Silvio Essinger (Ed. 34)
– “Pavões Misteriosos”, de André Barcinski (Ideal)
– “Eu Não Sou Cachorro Não”, de Paulo César Araújo (Record)
– “Noites Tropicais”, de Nelson Motta (Objetiva)
– “Dias de Luta”, de Ricardo Alexandre (DBA)
– “Cheguei Bem a Tempo de Ver o Palco Desabar“, de Ricardo Alexandre (Arquipélago)

Leia também:
– “Tudo Isto é Pop” mapeia a nova cena indie de Portugal (aqui)
– Alex Ogg relembra os primeiros anos do Dead Kennedys (aqui)
– Álbum clássico do Sonic Youth é esmiuçado em livro (aqui)
– Kim Gordon se desnuda em “Girl in a Band: A Memoir” (aqui)
– Jonathan Cott valoriza Yoko em “John, Yoko e Eu” (aqui)
– 11 livros musicais bacanas lançados em 2014 (aqui)
– Cuidado ao ler “A Intimidade de Paul McCartney” (aqui)
– Jornalista relembra entrevistados em Strange Days (aqui)
– “Fama e Loucura” tenta entender a importância dos artistas (aqui)
– “Gilberto Bem Perto”, a biografia chapa branca de Gil (aqui)
– “Só Garotos”, de Patti Smith, é para quem acredita no amor (aqui)
– “Mozipedia”, de Simon Goddard: 600 verbetes sobre Morrissey (aqui)
– A canção que mudou as canções: Like a Rolling Stone (aqui)
– O Pequeno Livro do Rock, de Hervé Bourhis (aqui)
– “Blues”, de Robert Crumb, reverência o passado (aqui)
– “Autobiografia”, Pete Townshend: até os deuses têm dúvidas (aqui)
– “Tocando a Distância: Ian Curtis e Joy Division”, por Deborah Curtis (aqui)
– “The Smiths”, de Tony Flechter: absolutamente imperdível (aqui)
– “Autobiografia”, de Neil Young, expõe vícios, paixões e medos (aqui)
– “Todo Aquele Jazz”, de Geoff Dyer: magia, loucura e incompreensão (aqui)
– Uma lista com 12 filmes musicais (aqui)
– Keith Richards: “Gostar ás vezes é melhor do que amar” (aqui)
– Marianne Faithfull: Drogas, Sexo e Mick Jagger (aqui)
– “O minimalismo e o rock and roll”, trecho de “O Resto é Ruído” (aqui)
– Pete Townshend fala de Jimi Hendrix em “Autobiografia” (aqui)
– Gram Parsons por Keith Richards no livro “Vida” (aqui)
– Alex Ross: “A politização da arte para fins totalitários” (aqui)
– Marcelo Orozco fala sobre “Kurt Cobain – Fragmentos” (aqui)
– Bruce Pavitt fala sobre “Experiencing Nirvana: Grunge 1989″ (aqui)
– Charles R. Cross fala sobre “Kurt Cobain: A Construção de um Mito” (aqui)
– Ouça os podcasts com Ricardo Alexandre (aqui) e Fábio Massari (aqui)

0 comentário

Nenhum comentário no momento

Faça um comentário