Dylan com café, dia 84: Many Faces

Com mais de 40 títulos lançados (entre eles, várias coletâneas), a série de CDs triplos “Many Faces of” (clique o nome na busca do site da Music Brokers) é um deleite para fãs e um pesadelo para neófitos, pois trabalha muitas vezes com material b (alguns C) de artistas variados que fogem do hit fácil que conquistou o público comum. Desta forma, quem pegar o disco dedicado ao Pink Floyd verá dois discos de covers (com músicos do Yes, King Crimson, Deep Purple e Toto, entre outros, relendo material da banda) e um de “influências”, mas nada de Pink Floyd original. Já o disco triplo dedicado ao Smiths traz um CD com diversas participações de Johnny Marr e Andy Rourke em músicas dos outros, um (bom CD) de covers (que saiu originalmente pela American Laundromat Records) e um ao vivo, pirata (não informado), de 1983. E o do Joy Division, um dos mais bacanas da série (que ainda tem Police, Cure, Oasis, Ramones, Sex Pistols, Guns n’ Roses, AC/DC, Doors e muitos outros), mantém esse padrão: o álbum “Martin Hannett Sessions” no CD 1, o bom disco “Peter Hook & The Light playing ‘Unknown Pleasures’ in Australia” no CD 2 e um terceiro CD que compila artistas da cena de Manchester.

No caso de Dylan, dois dos três CDs funcionam quase que como uma coletânea do material pirata de Bob entre 61 e 65 enquanto um terceiro reúne influências e artistas do Greenwich Village (Pete Seeger, Hank Williams, Dave Van Rock, Joan Baez). Ainda que o CD 1 seja recheado de clássicos (“Blowin’ In The Wind”, “A Hard Rain’s A-Gonna Fall”, “It’s All Over Now Baby Blue”), todas as versões são ao vivo e, por isso, com ligeiras diferenças das versões de estúdio, o que pode / deve confundir o neófito. Para o fã, o desespero é a completa falta de informação de onde saiu cada versão. Em uma pesquisa de alguns dias, identifiquei a fonte da maioria das canções (confira no blog), retiradas majoritariamente de três bootlegs famosos: o sensacional programa de rádio “Folk Singers Choice 1962” (um dos destaques do box “Bob Dylan & Friends”), mas incompleto e sem o imperdível bate papo com Cynthia Gooding, alguns flagrantes das Minnesota Tapes (principalmente as gravadas na casa de Bonnie Beecher) e uma terceira sessão em Chicago, 1963 (a única que a Columbia Records detém direitos).

Há algumas faixas avulsas de programas de rádio, mas a maior parte do material deriva dessas três fontes, muitas delas ripadas diretamente de velhos vinis. É um material delicioso, mas que peca pela completa falta de informação (o que prejudica o entendimento de contexto) e também pelo desleixo de não se buscar a melhor versão de determinado show (alguns cortes bruscos incomodam, principalmente se você conhece a versão do bootleg original, como no caso das canções retiradas do programa de Cynthia Gooding), algo que a série “Copyright Extension”, da Columbia Records (o tema do próximo café), oferece em melhor qualidade (ainda que extremamente limitada e voltada cuidadosamente ao comércio, afinal, a gravadora tem em mãos, por exemplo, três fitas das sessões no Gaslight Café, e lançou apenas uma). No frigir dos ovos, “The Many Faces of Bob Dylan” é uma coletânea muito legal para fãs de raridades e bootlegs, mas, com cuidado, poderia ser ainda melhor. Confira de onde (eu acho que) saiu cada canção:

CD 1
01. Blowin´ In The Wind
(Studs Terkel Wax Museum, 26 April 1963)
Bob Dylan Radio Session Chicago 1963

02. A Hard Rain´s A-gonna Fall
(Studs Terkel Wax Museum, 26 April 1963)
Bob Dylan Radio Session Chicago 1963

03. It´s All Over Now, Baby Blue
February 17, 1965
(Les Crane Show, WABC-TV Studios, New York City, New York)

04. It´s Alright, Ma (i´m Only Bleeding)
February 17, 1965
(Les Crane Show, WABC-TV Studios, New York City, New York)

05. Boots Of Spanish Leather
(Studs Terkel Wax Museum, 26 April 1963)
Bob Dylan Radio Session Chicago 1963

06. Fixin´to Die
March 11th 1962
Folksingers Choice – Radio Show with Cynthia Gooding

07. Man Of Constant Sorrow
The Home Of Bonnie Beecher, Minneapolis, MN
(22nd December 1961) [Minnesota Hotel Tape]

08. See That My Grave Is Kept Clean
The Home Of Bonnie Beecher, Minneapolis, MN
(22nd December 1961) [Minnesota Hotel Tape]

09. Gospel Plow
The Home Of Bonnie Beecher, Minneapolis, MN (
22nd December 1961) [Minnesota Hotel Tape]

10. Po Lazarus
Riverside Church – New York City, New York
29 July 1961 – Saturday Of Folk Music

11. Sally Gal
Oscar Brand – Folk Song Festival, 29th October, 1961

12. Girl From The North Country
Oscar Brand Show – WNYC New York – March 1963

13. The Lonesome Death Of Hattie Carroll
February 25, 1964
NBC Studios “Steve Allen Show” Los Angeles, California

14. Baby, Let Me Follow You Down
The Home Of Bonnie Beecher, Minneapolis, MN
(22nd December 1961) [Minnesota Hotel Tape]

CD 2
01. Handsome Molly
Riverside Church – New York City, New York
29 July 1961 – Saturday Of Folk Music

02. Farewell (fare Thee Well)
(Studs Terkel Wax Museum, 26 April 1963)
Bob Dylan Radio Session Chicago 1963

03. (I Hear That) Lonesome Whistle
March 11th 1962
Folksingers Choice – Radio Show with Cynthia Gooding

04. Baby, Please Don’t Go
March 11th 1962
Folksingers Choice – Radio Show with Cynthia Gooding

05. Who Killed Davey Moore
(Studs Terkel Wax Museum, 26 April 1963)
Bob Dylan Radio Session Chicago 1963

06. The Girl I Left Behind
WNYC Radio Studio, NYC, 29th Oct, 1961

07. Hard Travelling
March 11th 1962
Folksingers Choice – Radio Show with Cynthia Gooding

08. Bob Dylan’s Dream (de Freehwelin)
(Studs Terkel Wax Museum, 26 April 1963)
Bob Dylan Radio Session Chicago 1963

09. Makes A Long Time Man Feel Bad
March 11th 1962
Folksingers Choice – Radio Show with Cynthia Gooding

10. Tell Me, Baby
March 11th 1962
Folksingers Choice – Radio Show with Cynthia Gooding

11. The Death Of Emmett Till
March 11th 1962
Folksingers Choice – Radio Show with Cynthia Gooding

12. Stealin’ Stealin’
March 11th 1962
Folksingers Choice – Radio Show with Cynthia Gooding

13. In The Pines
New York City, NY, Carnegie Chapter Hall (4th November 1961)

14. Backwater Blues
New York City, NY, Carnegie Chapter Hall (4th November 1961)

Especial Bob Dylan com Café

Deixe um comentário