Yoshimi Battles the Pink Robots The Flaming Lips

por Julio Costello
Blog
16/06/2002

Acontece com toda banda importante depois de conceber uma obra-prima: como fazer para suprir as expectativas de um novo trabalho? Terrível a angústia gerada pelo desejo de não decepcionar o público, a crítica especializada e, porque não, a si próprios. Aconteceu com o Nirvana depois de Nevermind, Radiohead depois de Ok Computer, Mercury Rev, depois de Deserter's Songs. Agora chegou a vez dos Flaming Lips. A especulação não é pequena.

Recapitulemos:

Corria o ano de 1999 e o mundo pop andava as voltas para incensar um "novo Ok Computer" - um ano antes, o eleito tinha sido o já referido Deserter's Songs do Mercury Rev, banda irmã dos Lips (ambas de Oklahoma City) e eis que o grupo publica o seu The Soft Bulletin, eleito o álbum do ano em muitas publicações.O Flaming Lips deixava de ser apenas um outsider e passava à redenção, sendo celebrado em quase todos os veículos de cultura pop. E todos os elogios eram merecidos: o disco repleto de melodia, senso pop e muita criatividade, fiel ao estilo "nosense" do grupo - que sempre preferiu uma boa piada à violência. The Soft Bulletin conclamava uma revolução pictórica reproduzida também nas bem sucedidas e catárticas apresentações da banda.

Agora a banda lança Yoshimi Battles the Pink Robots e antes que apareça a inevitável pergunta, eu respondo: sim o Flaming Lips conseguiram fazer outro grande disco, nada inferior ao "Soft Bulletin". Grande na concepção, na delicadeza das melodias e, sobretudo, na dinâmica das canções, mais psicodélicas e atmosféricas que as do disco anterior. As letras continuam poéticas, tragicômicas e insólitas. Yoshimi Battles the Pink Robots analisa profundamente dilemas e problemas existenciais motivados pela perda recente de uma amiga de Osaka, Japão e de uma historinha com enredo bem peculiar: a garota Yoshimi deverá combater os temíveis robôs cor-de-rosa. Dura lição para a mocinha que se conflita entre o matar e o morrer escolhendo, obviamente, a primeira alternativa.

O estranho nome do álbum é, na verdade, uma homenagem a uma garota chamada Yoshimi P-we, baterista dos Boredoms e da Free Kitten (de Kim Gordon, do Sonic Youth). Ela faz os vocais (gritos, na verdade) da faixa Yoshimi Battles the Pink Robs p. 2 e é amiga de longa data dos Lips. Yoshimi aposta na sonoridade ambient já utilizada pelo grupo em Sundelly Everything Has Changed e Feeling Yourself Desintegrate, ambas do disco anterior. O grupo optou por batidas eletrônicas e intervenções de violão e teclados, o que deu muito espaço para as habilidades de Steven Drodz, multi-instrumentista do grupo. O álbum está sendo lançado hoje, 16 de julho, nos Estados Unidos. Chegou ontem às prateleiras européias e provavelmente nunca aterrise em lojas brasileiras como lançamento nacional. Se você quer conhecer faixa a faixa um dos prováveis concorrentes a melhor álbum de 2002, aventure-se. "O teste começa agora".


Fight Test

Uma voz grave anuncia: "O teste começa agora". O público que veio assistir ao combate está afoito querendo a luta. Uma base dançante com violão, bateria e baixo permite Coyne dissertar sobre os efeitos e conseqüências de uma luta, de um combate. No final a voz grave retorna para anunciar:
"o teste acaba agora".

One More Robot/Sympathy 3000-21

Hipnótica. Um riff de baixo sedutor aliado a uma batida climática e harmonias vocais. A letra fala de um robô que "aprendeu a ser muito mais que uma máquina". O robô é programado para destruir seus oponentes nos combates. Mas o modelo deste é único, trata-se de um 3000-21, que possui um circuito que possibilita reação às emoções sintéticas.

Yoshimi Battles The Pink Robots pt. 1

Apresentação da heroína Yoshimi, faixa preta em caratê, pronta para destruir os robôs malvados que ameaçam as pessoas de sua cidade. Os robôs estão prontos para atacar. Mas o cantor está confiante na habilidade de Yoshimi para destruí-los, pois segundo ele "será trágico se os robôs malvados vencerem". A canção tem violões, percussão eletrônica, teclados diálogos percorrem toda a melodia e finaliza com um ruído que continua no início da faixa seguinte.

Yoshimi Battles The Pink Robots pt. 2

A luta propriamente dita. Estrutura um pouco eletro-jazzística, não há vocais, somente sons de uma platéia alvoroçada, ávida do combate. Muitas interjeições, gritos dos combatentes. E finalmente a vitória de Yoshimi contra os terríveis robôs cor-de-rosa.

In The Morning Of The Magicians

Melodia deslumbrante, bateria e teclados climáticos para versos que avaliam as dimensões do amor e seus conceitos ("O que é amor? O que é ódio?"), questiona a veracidade desse sentimento. Talvez a faixa mais bela do disco.

Ego Tripping At The Gates Of Hell

Outro grande momento do disco. Baixo pulsante e sopros delicados. A letra fala sobre momentos raros de felicidade em que estamos ausentes: "Esperei você me amar / mas seu amor nunca veio", isso porque estamos absorvidos demais com nosso ego.

Are You A Hypnotist??

Lindíssima. Lembra algumas faixas do Soft Bulletin. A bateria trip hop incessante, o onipresente teclado e a voz plácida de Coyne garantem momentos de transe e tem o poder de elevar o ouvinte aos espaços celestes. O vocalista pergunta qual o mistério de uma pessoa que sempre o trapaceia, seduzindo-o constantemente, como se fosse um hipnotzador.

It's Summertime - Throbbing Orange Pallbearers

Inicia-se com um groove de baixo dando espaço a dedilhados de guitarra e base de violão. Melancólica, a canção é uma homenagem a uma amiga falecida na primavera de 2000, e o verão do título da canção é um encorajamento para as pessoas que a conheceram. Afinal, o milagre cósmico da vida continua em suas infinitas estações.

Do You Realize?

Primeiro single do álbum. Canção comovente que remete a composições de Lennon (Mind Games, por exemplo). A letra é um libelo humanista em que Coyne indaga ao ouvinte se ele percebe a grandeza do universo e a precariedade da vida humana: "Você percebe que possui o rosto mais bonito? / Você percebe que estamos flutuando no espaço? / Você percebe que a felicidade o faz gritar? / Consegue imaginar que todas as pessoas que você conhece um dia morrerão? / E em vez de você dizer adeus / deixe-os saberem que você compreende que a vida é breve / é difícil fazer as coisas boas durarem/ e que percebe que o sol nunca se põe / que é só uma ilusão causada pela terra que gira ao seu redor".

All We Have Is Now

A essa altura o ouvinte constata que o álbum tematiza a fugacidade da vida, e tudo que temos é o presente, o agora.

Approaching Pavonis Mons By Balloon - Utopia Planitia

Instrumental. O ouvinte fica livre para refletir um pouco mais sobre as idéias contidas nas letras do álbum, enquanto a harmonia dos trompetes serve de trilha sonora para seus devaneios. Final perfeito.


Letras

01. Fight Test

I thought I was smart - I thought I was right
I thought it better not to fight - I thought there was a

Virtue in always being cool - so when it came time to

Fight I thought I'll just step aside and that time would

Prove you wrong and that you would be the fool -

I don't know where the sun beams end and the star
Light begins it's all a mystery

Oh to fight is to defend if it's not
Now than tell me when would be the time that you would stand up

And be a man - for to lose I could accept but to surrender

I just wet and regretted this moment - oh that I - I

Was the fool

I don't know where the sun beams end and the star
Light begins it's all a mystery

And I don't know how a man decides what right for his

Own life - it's all a mystery

Cause I'm a man not a boy and there are things
You can't avoid you have to face them when you're not prepared

To face them -

If I could I would but you're with him now it'd do no good

I should have fought him but instead I let him - I let

Him take it -

I don't know where the sun beams end and the star
Light begins it's all a mystery

And I don't know how a man decides what right for his

Own life - it's all a mystery

02. One More Robot - Sympathy 3000-21

Unit three thousand twenty one is warning
Makes a humming sound - when its circuits

Duplicate emotions - and a sense of coldness detaches

As it tries to comfort your sadness -

One more robot learns to be something more than
A machine - when it tries the way it does - make it seem

Like it can love -

Cause it's hard to say what's real - when you know the

Why you feel - is it wrong to think it's love

When it tries the way it does...

Feeling a synthetic kind of love
Dreaming a sympathetic wish -

As the lights blink faster and brighter -

One more robot learns to be something more than
A machine - when it tries the way it does - make it seem

Like it can love -

Cause it's hard to say what's real - when you know the

Why you feel - is it wrong to think it's love

When it tries the way it does...

03. Yoshimi Battles the Pink Robots Pt. 1

Her name is Yoshimi - she's a black belt in karate
Working for the city - she has to discipline her body -

Cause she knows that it's demanding to defeat these

Evil machines - I know she can beat them -

Oh Yoshimi
They don't believe me

But you won't let those

Robots defeat me

Oh Yoshimi

They don't believe me

But you won't let those

Robots eat me

Those evil natured robots - they're programmed to
Destroy us - She's gotta be strong to fight them -

So she's taking lots of vitamins - cause she knows that

It'd be tragic if those evil robots win - I know

She can beat them -

04. Yoshimi Battles the Pink Robots Pt. 2

(screaming)

05. In the Morning of the Magicians

In the morning I'd awake and couldn't remember
What is love and what is hate - the calculations error

Oh-oh-oh-what is love and what is hate

And why does it matter - is to love just a waste

Why does it matter - oh - oh - ooh - ???

As the dawn began to break - I had to surrender
The universe will have its way - to powerful to master

Oh-oh-oh-what is love and what is hate

And why does it matter - is to love just a waste

Why does it matter - oh - oh - ooh - ???

06. Ego Tripping at the Gates of Hell

I was waiting on a moment
But the moment never came

All the billion other moments

We're just slipping all away

I must have been tripping

Just ego tripping

I was wanting you to love me
But your love it never came

All the other love around me

Was just wasting all away

I must have been tripping

Just ego tripping

I was waiting on a moment
But the moment never came -

But the moment never came -

07. Are You A Hypnotist??

I had forgiven you for tricking me again
But I have been tricked again -

Into forgiving you -

What is this?? Are you some kind of hypnotist??

Waving your powers around - the sun eclipse behind the cloud...

I thought I recognized your face
Amongst all of those strangers -

But I am the stranger now

Amongst all of the recognized

What is this?? Are you some kind of hypnotist??

Waving your powers around - the sun eclipse behind the cloud

08. It's Summertime (throbbing orange pallbearers)

It's summertime - and I can understand if you
Still feel - sad -

It's summertime and though it's hard to see its true

possibilities -

When you look inside - all you'll see
When you look inside - all you'll see

Is a self-reflected inner sadness -

Look outside - I know that you'll

Recognize it's summertime

09. Do You Realize?

Do You Realize - that you have the most beautiful face
Do You Realize - we're floating in space -

Do You Realize - that happiness makes you cry

Do You Realize - that everyone you know someday will die

And instead of saying all of your goodbyes - let them know
You realize that life goes fast

It's hard to make the good things last

You realize the sun doesn't go down

It's just an illusion caused by the world spinning round

Do You Realize - Oh - Oh - Oh
Do You Realize - that everyone you know

Someday will die -

And instead of saying all of your goodbyes - let them know
You realize that life goes fast

It's hard to make the good things last

You realize the sun doesn't go down

It's just an illusion caused by the world spinning round

Do You Realize - that you have the most beautiful face
Do You Realize

10. All We Have Is Now

As logic stands you couldn't meet a man
Who's from the future

But logic broke as he appeared he spoke

About the Future

"We're not gonna make it" He explained how

the end will come - you and me were never meant

to be part of the future -

All we have is now -

All we've ever had was now

All we have is now

All we'll ever have is now

I noticed that he had a watch and hat
That looked familiar

He was me - from a dimension torn free

Of the future

"We're not gonna make it" He explained how

the end will come - You and me were never meant

to be part of the future -

All we have is now -

All we've ever had was now

All we have is now

All we'll ever have is now -

All we have is now -

11. Approaching Pavonis Mons by Balloon (Utopia Planitia)
(strange talking and screaming)